OAB e MP discutem concurso da Polícia Civil SC

A presidente da Comissão de Direito das Pessoas com Deficiência, Ludmila Hanish, sem receber resposta da Polícia Civil sobre o pedido de suspensão do concurso, reuniu-se com o promotor do Ministério Público do estado, Daniel Paladino, para discutir o futuro do concurso.

Após ter solicitado a suspensão do concurso devido à exigência do Teste de Aptidão Física para os candidatos ao cargo de Escrivão – mesmo aqueles concorrendo a vagas para pessoas com deficiência, a OAB não foi notificada sobre a decisão da Polícia Civil.

De acordo com a Polícia, o concurso está dentro da lei e a exigência do TAF foi justificada pelo fato de o cargo não ser apenas burocrático e exigir atividades mais práticas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Concursos e Editais, Institucional, Polícia Civil de SC (PCSC) e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s